Crianças em tratamento de câncer têm dia de bombeiro no Paraná

Crianças em tratamento de câncer têm dia de bombeiro no Paraná
Ação foi para comemorar o Dia das Crianças e o centenário da corporação. Crianças vestiram roupa de bombeiro e passearam por Cascavel.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

PRF prende motorista na BR-381 por porte ilegal de arma e CNH falsa

Em duas ações distintas, o Grupo de Policiamento Tático da Polícia Federal prende e faz apreensões de produtos contrabandeados
Arma foi apreendida (Fotos: PRF)

Jornal de Lavras

Um homem de 34 anos foi preso por porte ilegal de arma e uso de documento falso no final da noite de domingo, na rodovia Fernão Dias, a BR-381. A abordagem que resultou na prisão foi no km 679, em Oliveira, no Centro-Oeste.
Ao checar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), os policiais perceberam que se tratava de um documento falso. Foi então que os policiais rodoviários revistaram o automóvel e encontraram a arma escondida.
A prisão foi efetuada pelo Grupo de Policiamento Tático da Polícia Federal (PRF), e de acordo com os federais, a arma  estava municiada e escondida embaixo do assento do motorista. O homem foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Campo Belo, na mesa região.
Na mesma noite, o Grupo de Policiamento Tático da PRF apreendeu uma carga de telefones celulares e perfumes, mercadorias sem notas fiscais (foto abaixo). Todo material foi recolhido e levado para a Delegacia da Receita Federal, da cidade de Varginha.

Homens são presos suspeitos de transportar drogas na BR-381

Mais de 40 quilos de crack e pasta base de cocaína foram apreendidos. 
A apreensão aconteceu em Sabará, na Grande BH, segundo a PRF.

Do G1 MG
Cerca de 40 quilos de drogas são apreendidos na BR-381, em Sabará (Foto: Divulgação/ PRF-MG)Cerca de 40 quilos de drogas são apreendidos
na BR-381, em Sabará (Foto: Divulgação/ PRF-MG)
Três homens foram presos suspeitos de transportar drogas na BR-381, em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 30 quilos de crack e dez quilos de pasta base de cocaína foram apreendidos em um carro com placa de Cuiabá (MT). Ele estaria sendo escoltado por um outro veículo, também detido no local.
A droga seria proveniente da Bolívia. Cerca de R$ 13 mil em dinheiro ainda foram apreendidos com os suspeitos. De acordo com a PRF, um deles já havia sido preso pela Polícia Federal com mais de 100 quilos de cocaína. 

Mais de 1,6 mil motoristas são flagrados acima da velocidade em MG

Operação Carnaval da PRF realizou blitz entre Estiva, Extrema e Cambuí.
Veículo foi pego trafegando a 158 km por hora na Rodovia Fernão Dias.

Do G1 Sul de Minas

 A Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal teve início nesta sexta-feira (13) e 1.690 motoristas foram flagrados trafegando acima da velocidade permitida. Em um trecho próximo a Estiva (MG), Extrema(MG) e Cambuí (MG), onde a velocidade máxima permitida é de 80 km por hora, muitos trafegavam acima de 150 km. Um motoristas foi flagrado trafegando a 158 km por hora.
As placas foram registradas e os motoristas serão autuados. Segundo a PRF, esta infração é considerada gravíssima e a multa é de cerca de R$ 500.
Motoristas foram flagrados correndo acima do permitido (Foto: Reprodução/EPTV)Motoristas foram flagrados correndo acima do permitido (Foto: Reprodução/EPTV)

Polícia Civil apresenta suspeitos de matar empresário em Guaxupé, MG

Três homens e um adolescente devem responder pelo crime de latrocínio.
Policiais chegaram até aos homens após encontrarem a moto da vítima.

Do G1 Sul de Minas

Três suspeitos de terem participado da morte do empresário José Gilmar Ramos, no último dia 30 de janeiro em Guaxupé(MG), foram apresentados pela Polícia Civil nesta sexta-feira (13). Eles foram encontrados depois que a motocicleta da vítima foi recuperada em Jacuí (MG).
A vítima foi encontrada morta dentro do banheiro da fábrica de calhas onde trabalhava. De acordo com o delegado Alexandre Campezato Soares da Costa, um deles, de 25 anos, que já estava preso desde domingo por violência doméstica, deve responder pelo crime de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.
“Nós encontramos provas como as armas do crime, tênis dos suspeitos com vestígios de sangue da vítima e ainda temos depoimentos de testemunhas que não deixaram dúvidas da participação deles no crime”, disse.
Além dele, outro suspeito do crime já havia sido preso no começo deste mês.  Ele foi detido na manhã seguinte ao crime. Na casa dele foram encontrados alguns pertences da vítima. “Na ocasião ele confessou informalmente que havia adquirido a bicicleta”, completou o delegado.
Já o adolescente de 16 anos também foi apreendido e apresentado nesta sexta-feira. Ele é suspeito de ter participado do crime, atirando no comerciante. Segundo o delegado Gabriel Belchior João,  o menor também é acusado de outros crimes. “Ele também é acusado de crimes relacionados a furto, tentativa de latrocínio e este consumado. Vamos tentar uma internação para ele, já que ele não pode estar na rua de forma alguma”, afirmou.
  •  
Suspeitos de morte de empresário em fábrica são detidos em Guaxupé (Foto: Reprodução EPTV)Suspeitos de morte de empresário em fábrica são detidos em Guaxupé (Foto: Reprodução EPTV)

Quadrilha suspeita de extorsão é apresentada em Divinópolis

Eles roubavam veículos e ligavam para as vítimas negociando resgate.
Quatro estão envolvidos; crime era investigado há seis meses.

Do G1 Centro-Oeste de Minas
Quadrilha foi apresnetada nesta sexta-feira (13) em Divinópolis (Foto: Vinícius Martins/divulgação)Quadrilha foi apresentada nesta sexta-feira (13) em
Divinópolis (Foto: Vinícius Martins/divulgação)
A Polícia Civil apresentou nesta sexta-feira (13) uma quadrilha suspeita de roubos e extorsão em Divinópolis. Os crimes já estavam sendo investigados há seis meses na região, segundo os delegados responsáveis pelo caso.
Com os suspeitos foram apreendidos capacetes, som de carro, máscaras, joias, perfumes importados, celulares, além de quase R$ 3 mil em dinheiro. Ainda segundo a polícia, a quadrilha roubava veículos na cidade e depois pedia dinheiro como resgate. “Eles obtinham o número das vítimas, através de um aplicativo de celular que as próprias vítimas usavam para enviar mensagens para parentes e amigos e a partir desse momento passavam a negociar o resgate através de ligações”, contou o delegado Ed Elvis.
Os quatro suspeitos foram presos na zona rural de Divinópolis. A suspeita da polícia é de que outras pessoas estejam envolvidos no crime. “Os quatro estavam juntos em uma rua perto da casa de um deles”, contou Ed Elvis, que completou dizendo que os pedidos de resgate variavam de R$ 5 mil a R$ 10 mil. “Eles ligavam para as pessoas e contavam que estavam com o carro, combinavam o pagamento e faziam as vítimas acionar a Polícia Militar para informar que o veículo foi localizado", finalizou.

Serpentinas metalizadas vendidas ilegalmente são apreendidas em MG

Bombeiros encontraram 115 peças em comércio de Pará de Minas.
Venda é proibida em Minas Gerais devido a lei estadual.

Do G1 Centro-Oeste de Minas
Serpentina Pará de Minas (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Venda de serpentina metalizada é proibida em Minas Gerais (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Cerca de 115 serpentinas metalizadas foram apreendidas pelo Corpo de Bombeiros em um comércio de Pará de Minas, nesta sexta-feira (13). A venda do produto, que geralmente é usado por foliões durante o carnaval, é proibida em Minas Gerais desde 2012 devido a um acidente registrado em uma cidade do Sul de Minas.
De acordo com os Bombeiros, a mercadoria foi encontrada durante um trabalho de vistoria e fiscalização nos comércios da cidade. Os militares orientaram que quem adquiriu o produto deve descartá-lo para evitar acidentes, principalmente em rede elétrica, pois o material é condutor de eletricidade.

Casal foi morto por causa de dívida de R$ 500 de droga, diz delegado

Jardel Madeira e Sandra Pompermayer foram assassinados no fim de 2013.
De acordo com a polícia, Jardel era traficante e foi morto por cliente.

Do G1 MG

Eduardo Cunha e Bruno Feitosa foram apresentados nesta quarta-feira (Foto: Pedro Triginelli/G1 )Eduardo Cunha e Bruno Feitosa foram apresentados nesta quarta-feira (Foto: Pedro Triginelli/G1 )
O casal Jardel Alves Madeira e Sandra Pompermayer, mortos em dezembro de 2013, foram executados por causa de uma dívida de drogas, segundo o delegado Wagner Silva. Três suspeitos do crime foram presos e, dois deles, apresentados nesta quarta-feira em Belo Horizonte. Um terceiro preso é um bombeiro militar e está detido em um quartel. Outro suspeito está foragido.
Ainda de acordo com o delegado, Jardel vendia maconha e cocaína em casa e ecstasy e LCD em festas rave. Um dos suspeitos do crime, Eduardo Cunha, devia cerca de R$ 500 a vítima. "Como ele não estava conseguindo pagar, resolveu matar o Jardel", afirmou. Wagner Silva disse que Sandra foi morta porque conhecia alguns dos suspeitos e estava em casa no dia em que o companheiro foi morto.
No dia 29 de dezembro, Eduardo teria ligado para Jardel e marcado um encontro para pagar a dívida. Quando chegou ao local combinado, a vítima foi colocada dentro de um carro por Eduardo e pelo bombeiro Daniel Caldeira dos Santos. Depois disso, outros dois suspeitos, Bruno Feitosa e um outro que ainda não foi preso, também entraram no veículo e foram em direção à casa de Jardel.
A polícia afirma que, no caminho, os suspeitos já avisaram a vítima que ela seria morta. Ao chegarem à casa, eles também renderam Sandra. De acordo com o delegado, Jardel foi morto primeiro estrangulado com um fio de TV a cabo e a mulher depois com um cabo de televisão.
Os suspeitos levaram drogas, dinheiro, televisão e celulares das vítimas. Depois disso, os corpos foram colocados no carro e abandonados em uma estrada que liga Sabará e Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Durante a apresentação, Eduardo Cunha e Bruno Feitosa disseram ser inocentes do crime.

O caso começou a ser a investigado depois que a família da mulher deu queixa sobre o desaparecimento do casal. Os corpos foram identificados após série de exames feitos no Instituto Médico-Legal (IML).

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Trio suspeito de roubo e tráfico é preso com carro roubado na BR-381

Polícia Rodoviária Federal apreende, com três homens na BR-381, arma de grosso calibre e um vídeo de uma execução
PRF prendeu os três suspeitos, eles foram levados para a delegacia de Perdões (Fotos: PRF)

Jornal de Lavras

O Grupo de Policiamento Tático da Policia Rodoviária Federal (PRF) efetuou a prisão de três homens, dois maiores e um menor, que estavam num carro. Com eles foi encontrado uma arma calibre 12 municiada com quatro cartuchos, debaixo do assento do passageiro. Em um celular apreendido com eles, há um vídeo em que aparece um grupo executando uma pessoa.
Os três são suspeitos de tráfico de drogas e de roubos, eles foram presos durante a madrugada desta quinta-feira, dia 12, em um carro roubado, eles foram abordados na rodovia Fernão Dias, a BR-381, em Perdões.
Durante operação, no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Grupo de Policiamento Tático abordou o veículo Honda Civic com os três ocupantes, sendo um deles um adolescente de 16 anos. A abordagem foi no km 679. O carro havia sido roubado em Jacareí (SP), em 2013.
Os três possuem várias passagens pela polícia. Sobre o vídeo encontrado, que mostra um assassinato registrado pelo celular, a polícia vai investigar para saber onde e quando isso aconteceu. Há a suspeita, ainda, que o grupo possa estar envolvido em assaltos e roubos que estão sendo registrados em estabelecimentos comerciais e postos de combustíveis da Fernão Dias.
Questionados, individualmente, os três não souberam informar o que eles estavam fazendo na rodovia, cada um tinha uma versão diferente, eles não conseguiram entrar em consenso. Primeiro diziam que vinham de São Paulo, mas os federais encontraram vários tickets que mostravam que eles estavam circulando a noite toda pela rodovia, tanto no sentido São Paulo, quanto sentido Belo Horizonte. Os três foram levados para a delegacia de Perdões.
Clique nas miniaturas para visualizar as fotos em tamanho real:

Prisão de 3 suspeitos. Fotos: PRF - 6 fotos



Trio é detido por suspeita de tráfico de drogas em Poços de Caldas, MG

'Operação Açaí' identificou suspeitos que atuavam na Zona Leste da cidade.
Investigação aponta que eles usavam lojas de fachada e menores de idade.

Do G1 Sul de Minas

Três suspeitos de tráfico de drogas foram presos na tarde desta quarta-feira (11) em Poços Caldas (MG) durante a Operação Açaí, realizada pela Polícia Civil. O órgão informou que, desde setembro de 2014, vinha recebendo denúncias anônimas de que duas lojas de açaí e um bar, localizados em bairros da Zona Leste da cidade, serviam de fachada para o comércio de drogas, que ainda empregaria menores de idade. Os suspeitos foram encaminhados para o presídio da cidade.
Segundo a Polícia Civil, as prisões aconteceram nos bairros Dom Bosco, Jardim Formosa, Nova Aurora e São José. A polícia também disse que, além deter em flagrante os suspeitos nos estabelecimentos em que atuavam, foram feitas buscas e apreensões na residência dos investigados.
Durante a Operação Açaí, a polícia apreendeu 101 embalagens de cocaína, três porções de cocaína para serem embaladas, R$ 3.296 em dinheiro e dois sacos cheios de moedas. Foram apreendidos ainda uma balança de precisão, diversos esquipamentos eletrônicos, dois carros, uma moto, cartões de crédito em nome de várias pessoas e uma caderneta de anotações.
Apesar da suspeita do uso de crianças no comércio de drogas, nenhum menor foi apreendido durante a operação.
  •  
Segundo a polícia, suspeitos usavam lojas de açaí para o tráfico de drogas (Foto: Marcos Corrêa)Segundo a polícia, suspeitos usavam lojas de açaí para o tráfico de drogas (Foto: Marcos Corrêa)

Trio é preso suspeito de tráfico de drogas em Araxá

Polícia Civil recebeu denúncia anônima e fez a abordagem.
Droga seria entregue para uma pessoa na cidade, contou a mulher.

Do G1 Triângulo Mineiro
Mulher estava com droga dentro de ônibus que seguia de Uberaba para Araxá (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Droga foi localizada com mulher
(Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Três pessoas foram detidas nesta terça-feira (10) em Araxá, no Alto Paranaíba, suspeitas de tráfico de drogas. Cerca de 100 gramas de crack e aparelhos celulares foram apreendidos. 
De acordo com a assessoria da Delegacia Regional, os investigadores da Polícia Civil receberam uma denúncia anônima de que uma mulher estaria com drogas em um ônibus que fazia a linha Uberaba - Araxá. Eles acompanharam o ônibus até uma praça localizada na igreja do Bairro São Geraldo.
A mulher de 33 anos desembarcou e imediatamente os outros dois suspeitos, um homem de 30 anos e um jovem de 22, a acompanharam. Os três foram abordados pelos investigadores. Nada de ilícito foi localizado, porém como o trio já era conhecido no meio policial, todos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Araxá. Após a mulher ser submetida a revista por uma investigadora feminina, 100 gramas de crack, que renderiam cerca de 300 pedras de crack, foram encontrados. Os aparelhos celulares do trio também foram apreendidos. 
Segundo a mulher, a droga seria entregue a uma pessoa em Araxá, porém ela não quis revelar o nome. Diante dos fatos, os três foram detidos e encaminhados ao delegado de plantão.